#NoivasdaCarol

Como estilista, Carol Hungria é de vanguarda. Não no sentido de criações mirabolantes que levam um certo tempo para serem aceitas, mas porque ela está a frente de várias tendências quando o assunto são vestidos de noiva. Além da sensibilidade para ver além do que as pessoas querem (ou o talento para fazê-las desejar suas obras), Carol tem apostado em um novo jeito de criar para uma geração que cada vez mais anseia por exclusividade e por surpreender.
Praia, campo ou uma big festa feita sob uma infinidade de holofotes, Carol cria para mulheres de olhar milimétrico sobre cada detalhe do vestido. Trata-se de uma nova linguagem da moda bridal, que assume também o status de fashionista pelas surpreendentes experimentações com materiais, estampas, famílias de renda e técnicas de trabalho manual.
Os tecidos utilizados vão dos mais estruturados, como o cetim duchese e a zibeline, aos mais fluidos, como a organza e a mousseline, todos (vale dizer) de seda. As rendas aparecem em peças inteiras e em montagens irreverentes de diversos tipos e famílias.
Manuella Ramos - Foto: Renata Xavier